segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Quem ama não trai?

Não, eu não acredito em fidelidade porque não acredito em amor incondicional.

Não acredito em fidelidade porque o ser humano é um animal - seja homem ou mulher - e é um escravo dos hormônios, dos desejos, dos instintos. Cedo ou tarde todos acabam traindo, com ou sem motivo. O ser humano não foi projetado para ser monogâmico, apenas para procriar. É o que ordena os seus genes, a sua natureza.

Ninguém é fiel porque não sente de vontade de trair. E se você sentisse?

Ninguém é fiel porque não tem oportunidades. E se você tivesse?

Ninguém é fiel por culpa. E se você não tivesse medo?

Ninguém é fiel porque acha traição uma covardia. E se você não tivesse pena?

Não trai por respeito? Por amor a pessoa?

Todo amor é amor próprio. Você ama porque precisa amar, por necessidade, não por respeito a alguém. Você ama porque te faz bem.

E o mesmo serve para a fidelidade: se trair te fizer bem, você vai trair!

Não existe "ser fiel". Existe "estar fiel".

Esqueça as novelas, os livros e os filminhos de comédia romântica que você assiste: o amor é egoista, assim como todo desejo humano. Simples.

4 comentários:

Pitanga disse...

Amigo, o que eu penso é o seguinte:

1. Fidelidade é uma espécie de vínculo que temos com outra pessoa (alguém que amamos);
2. Fidelidade implica confiança;
3. Confiança é algo bem relativo;
4. Sendo confiança algo relativo, a fidelidade torna-se algo beeeeemmmm variável de casal pra casal.

Veja bem...o que quero dizer é que "Não sou a favor de traição" e, certamente "me mataria chorando, durante algum tempo, se meu namorado me contemplasse com chifres". PORÉM, TODAVIA, CONTUDO...existe uma outra coisa chamada "lealdade" que, na minha singela opinião, é muitooo mais importante.

Não tem nada melhor do que ter um companheiro que te entende pelo olhar, que te acompanha nas atividades que mais gosta, que te apoia quando é necessário, que viaja junto, que te cuida. Não tem nada melhor do que saber que o companheiro está viajando e não se estressar com o que ele está fazendo.

Dani Antunes disse...

Traição é horrível, mas, pior que perdoar traição "física" é perdoar a traição de amigos.

Se bem que, se (e quando) traem, não são amigos.

Well... Depois eu penso em algo melhor e apareço aqui! =)

Bjinho

Engraçadinha disse...

Todo esse blá-blá-blá é pra justificar q vc é o mais novo corno da história?

Aahuahauhauhauha! Foi mal, não resisti.

Kátia Ruivo disse...

Falando por mim mesma, apenas, digo que não sou fiel ao meu marido só por ser, ou por medo, ou por não ter oportunidades; sou fiel não a ele, sou fiel aos meus princípios, aos meus sentimentos, ao meu caráter, à pessoa que eu sou. POr isso concordo quando você diz que todo amor é amor próprio, perfeito isso, amo quem me faz bem, me faz feliz, me realiza; mas é claro que tem que ser uma via de mão dupla, se eu não proporcionar tudo isso a ele também, não há retorno, então acabamos por dar o máximo possível com o objetivo de receber o mesmo.

adorei o blog e a sua visita, seja sempre bem vindo.

bjs